(...) “Se eu morrer muito novo, oiçam isto:

Nunca fui senão uma criança que brincava.

Fui gentil como o Sol e a Água,

De uma religião Universal que só os homens não têm.

Fui feliz porque não perdi coisa nenhuma,

Nem procurei achar nada,

Nem achei que houvesse mais explicação

Que a palavra explicação não ter sentido nenhum”. (...)

F.P. Alberto Caeiro




BlogZine..... Poemas, Devaneios e Contos...


"Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida."



...E na osmose que ocorre entre a Divindade e o seguidor, nasce a mosca Varejeira que possou em todo Amor!



“Ou eu encanto a vida
Ou desencanto a morte...

"Todos somos fanáticos para tanto basta que alguém arranhe uma de nossas crenças. "

AMORAL ARNARKIKO PUNK DRUNK ANT TUDO

A felicidade é minha fantasia favorita!




...Fodam-se! Enquanto podem





NO PROFIT!

"O Céu é meu teto; a Terra é minha pátria e a Liberdade é minha religião"



Caso encontre algum erro, aprenda com ele!





"Viver para o nada! ...e negar! a vida

sábado, 31 de julho de 2010

SHIVAS - REPENTE


O Cartaginês pirou

Quando um Shivas tomou

No pingo do meio dia

Dizia ser dezoito horas

E cantava Ave Maria

Joaquim Nabuco caba astuto

Batia tambor

Nos fundos da casa

De Dona Canô

O Compadre Galego é presepero

Faz amor com Beto o dia inteiro

Vixe Maria ! Cleópatra ta danada

Em Santa Luzia foi assaltada


São Jose é cantor

Toca na banda de Lazarô

Para o bicho não pegar

Nicanor teve que rebolar

Noé boquero quente

Mata noiado com os dentes

Jesus caba afamado

Lúcifer ele tem tatooado no braço

Foi em Lajeiro Bonito

O ribuliço que tremeu o chão

A peleja de Abraão

Com um Partideiro

Do morro do Alemão


Assaré sujeito honrado

Go go boy a noite

Durante o dia é macho

Patativa é passo brabo

Sorria você esta sendo filmado

Arriégua desconjuro vai de reto

Tudo em vinte quatro vezes sem juro

Raquel poetisa quente

Diz que Fariseus não é gente

Raça de corno

Diz o eleitor

Votar é obrigação

Eleger é abrir mão da salvação

Explica Frei Damião


José F. Borges

Cordelista Amoral

Caba desaforado

Anarquista Macumbero

Pinguço Presepero

Foi preso no Juazeiro

Torando um Burrego

Dom Quixote foi Tenente

Marchante Ambulante

Crente Caba pedante

Viciado em Baralho

Bebi no Bordel Minotauro

Nostradamos foi condecorado

Por seu mestre Zé Ramalho

Alberto Caeiro biritero

Seu irmão Álvaro era dono de um putero

Chove em Mulungu

Um Pardal Suru

Come um prato de Angu

Em Jacaraú

O Teju se abofelou

Com um Timbú

Puta que pariu

Grita o Tatu

Bicho valente

Com bigode de

Onça palita os dentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário