(...) “Se eu morrer muito novo, oiçam isto:

Nunca fui senão uma criança que brincava.

Fui gentil como o Sol e a Água,

De uma religião Universal que só os homens não têm.

Fui feliz porque não perdi coisa nenhuma,

Nem procurei achar nada,

Nem achei que houvesse mais explicação

Que a palavra explicação não ter sentido nenhum”. (...)

F.P. Alberto Caeiro




BlogZine..... Poemas, Devaneios e Contos...


"Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida."



...E na osmose que ocorre entre a Divindade e o seguidor, nasce a mosca Varejeira que possou em todo Amor!



“Ou eu encanto a vida
Ou desencanto a morte...

"Todos somos fanáticos para tanto basta que alguém arranhe uma de nossas crenças. "

AMORAL ARNARKIKO PUNK DRUNK ANT TUDO

A felicidade é minha fantasia favorita!




...Fodam-se! Enquanto podem





NO PROFIT!

"O Céu é meu teto; a Terra é minha pátria e a Liberdade é minha religião"



Caso encontre algum erro, aprenda com ele!





"Viver para o nada! ...e negar! a vida

sexta-feira, 18 de junho de 2010

08/04/10




Meu Broder é um cara do carai...

Gasta cinco mil com Drug´s e compra

Para sua fia uma lembrança de dez real!

Trôpego me dizia assim: “Viver é uma imposição bioquímica e nada mais”

Desculpe-me Poeta... “Você nesta de Poeta que tudo ver” Esqueces que tudo que escreves no fundo, lá no fundo é sobre você! E quando entras no profundo da Maldade! Tua alma sofre de verdade!

Mas isso não quer dizer que quando narras um gozo! Quem sente prazer seja você...

E nesse jogo entre Autor e Personagem o segundo possui o esplendor e muitas vezes a pena do Autor...

...Agora lhe pergunto Poeta, quem é você?

Julgas sem veredicto...

Crês que es Infinito...!?

Broder, como me chamaste vou lhe dizer: desse deste pedestal verme e olha para você!

Choras sem sentir agonia, rir sem nenhum prazer, dessecas a melancolia copiando sinônimos em uma biblioteca fria...

...Meu Irmão me da o copo e vai se fuder!

Nenhum comentário:

Postar um comentário