(...) “Se eu morrer muito novo, oiçam isto:

Nunca fui senão uma criança que brincava.

Fui gentil como o Sol e a Água,

De uma religião Universal que só os homens não têm.

Fui feliz porque não perdi coisa nenhuma,

Nem procurei achar nada,

Nem achei que houvesse mais explicação

Que a palavra explicação não ter sentido nenhum”. (...)

F.P. Alberto Caeiro




BlogZine..... Poemas, Devaneios e Contos...


"Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida."



...E na osmose que ocorre entre a Divindade e o seguidor, nasce a mosca Varejeira que possou em todo Amor!



“Ou eu encanto a vida
Ou desencanto a morte...

"Todos somos fanáticos para tanto basta que alguém arranhe uma de nossas crenças. "

AMORAL ARNARKIKO PUNK DRUNK ANT TUDO

A felicidade é minha fantasia favorita!




...Fodam-se! Enquanto podem





NO PROFIT!

"O Céu é meu teto; a Terra é minha pátria e a Liberdade é minha religião"



Caso encontre algum erro, aprenda com ele!





"Viver para o nada! ...e negar! a vida

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Perfil do político brasileiro



-


Ser enganador, mentir,

Enrolar, ser trambiqueiro,

Gostar de fazer promessa,

Não pagar, ser trapaceiro,

Eis os requisitos básicos

Do político brasileiro.

-

Fazer tudo por dinheiro,

Detestar pessoa séria,

Não importar se o povo,

Tá morrendo na miséria.

Ao escutar falar dela,

Achar que isso é pilhéria.

-

Se a fome deletéria

Castiga um desempregado,

Ao saber dessa notícia

Fingir-se penalizado,

Porém, quando for comer,

Não lembrar do esfomeado.

-

Senador ou deputado

. Quem quer ser, vai se tornar

Graduado em trambicagem,

Pós-graduado em roubar,

Um mestre em negociata,

E doutor em subornar.

-

Nessa escola quem entrar

Sai de diploma na mão,

Um pós-doutor em desvio,

Propina e roubo a nação

PHD em escândalo,

Gênio da enganação.

-

De superfaturação

Terá aula em abundância,

Passar o povo pra trás,

Não importa a circunstância,

Chefiar quadrilha e máfia

De bingo e de ambulância.

-

Jamais medirá distância

Pra fazer maracutaia,

Ou contratar cafetina

E puta de mini-saia

Pra na mulher do casal

No prostíbulo,' botar gaia.

-

Ignorar qualquer vaia

Ou aceitá-la sorrindo,

Estar morrendo de raiva,

Porém, andar se abrindo,

Alguém lhe jogar um ovo,

Fingir que é aplaudido.

-

Aprender viver fugindo

Do povo que lhe procura,

Nunca apresentar projetos

De incentivo à cultura,

Odiar sempre a verdade

Amar a mentira pura.

-

Na câmara ou prefeitura,

Em todos dois empregar

O filho, o sogro e a sogra

Neto e genro colocar

Para receber dinheiro,

Sem precisar trabalhar.

-

Topar sempre viajar

Em viagem planetária,

Pra triplicar o salário,

Só embolsando diária,

Fazendo a população

Brasileira de otária.

-

Não ver a vida precária

Do menor abandonado,

Dos moradores de rua

E de um jovem drogado,

De tanto trabalhador

No país desempregado.

-

Ficar muito indignado

Com roubo e enrolação,

Se assaltarem o dinheiro

Do erário da nação

Denunciar a justiça,

Sendo você o ladrão.

-

Ser contra a corrupção

Só que aparentemente,

Criticar sempre os ladrões

E pousar de inocente

Mas, dentro dos gabinetes,

Roubar mais que serpente

-

Pra imprensa e toda gente

Claramente demonstrar

Que não quer como colega

Quem não seja exemplar,

Porém, no voto secreto,

Jamais o deixar cassar.

-

Destemido plagiar

Projetos do companheiro,

Ser sócio de várias tramas

De lavagem de dinheiro,

Quando perder nas pesquisas

Contratar um marqueteiro.


-

Gatuno, rato, ladrão,

Biltre, larápio, indecente.

Calhorda, abjeto, infame,

Enganador, prepotente,

Vêm formando os governos,

No Brasil, infelizmente.

Retirado do Blog : Geografia & Luta


Nenhum comentário:

Postar um comentário