(...) “Se eu morrer muito novo, oiçam isto:

Nunca fui senão uma criança que brincava.

Fui gentil como o Sol e a Água,

De uma religião Universal que só os homens não têm.

Fui feliz porque não perdi coisa nenhuma,

Nem procurei achar nada,

Nem achei que houvesse mais explicação

Que a palavra explicação não ter sentido nenhum”. (...)

F.P. Alberto Caeiro




BlogZine..... Poemas, Devaneios e Contos...


"Há uma coisa tão inevitável quanto a morte: a vida."



...E na osmose que ocorre entre a Divindade e o seguidor, nasce a mosca Varejeira que possou em todo Amor!



“Ou eu encanto a vida
Ou desencanto a morte...

"Todos somos fanáticos para tanto basta que alguém arranhe uma de nossas crenças. "

AMORAL ARNARKIKO PUNK DRUNK ANT TUDO

A felicidade é minha fantasia favorita!




...Fodam-se! Enquanto podem





NO PROFIT!

"O Céu é meu teto; a Terra é minha pátria e a Liberdade é minha religião"



Caso encontre algum erro, aprenda com ele!





"Viver para o nada! ...e negar! a vida

terça-feira, 6 de abril de 2010

IARA



Fecho os olho e te vejo em detalhes mil...

A ausência é o melhor pintor que já existiu!

Torno-me poeta para contar nossas Quimeras!

A saudade é meu horizonte...

Meu dia perfeito foi ontem!

Fiz uma musica com seu Olhar dessas que só o mais puro dos Sentimentos pode Orquestrar!

Não peço ao meu Guia que me traga alegria ou um novo Amor, mem mesmo me tirar do peito essa dor, lhe peço Senhor de Luz ,que aquele Universo que eu chamo de Sereia esteja sempre na proteção da Lua Cheia!

06/04/10


2 comentários:

  1. Esse poema de Iara ficou muito legal, está de parabéns.

    Marcelo Araújo

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito da forma que você expressa as tuas dores, elas são as tua histórias, mas parecem que foram vividas por todos os poetas que também expressaram suas melhores obras em momentos sublimes de dor e agonia.Saber traduzir a dor em palavras é uma dádiva dos poetas, pois eles conseguem transceder toda uma agonia produzindo inesquecíveis poesias. Espero que tu tenhas já vivido todas as dores suficientes para me deliciar com tuas palavras...TE AMO.
    RAUQEL SANTANA

    ResponderExcluir